play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Rede Geek
  • keyboard_arrow_right Review Moto G4

Review Moto G4

758 Resultados / Página 1 de 43


Background

O Moto G4 é a evolução natural da linha Moto G, a aparência do aparelho sofre modificações em relação a geração anterior, mas isso é para receber melhorias, como a tela, agora Full HD e com 5,5 Polegadas! A tela me agradou bastante, o brilho e cores são ótimos e a experiência de jogar e ver filmes no Moto G4 estão ótimos.

Falando de desempenho, o Moto G4 continua digno de sua fama, pois o desempenho está ótimo. A versão limpa do sistema operacional, com os 2 GB de RAM e o processador Snapdragon 617 dão conta do recado. Você consegue jogar com tranquilidade games mais pesados, o aparelho lida muito bem com qualquer atividade do dia-a-dia e o multitarefa.

Um ponto importante que você deve considerar, esse modelo vem com 16GB de memória interna, que na minha mão foram instantaneamente consumidos apenas fazendo a instalação padrão de todos os meus aplicativos. Para você ficar tranquilo, é necessário o uso de cartão de memória adicional. Quando inserido o cartão de memória, o Moto G4 faz muito bem a gestão dessas memórias.

Na câmera foi onde eu senti a menor evolução em relação às gerações. O Moto G4 possui basicamente a mesma câmera de seu antecessor. Ou seja, você terá uma câmera bem básica que tira ótimas fotos com iluminação adequada e fotos granuladas com pouca luz. Esse não é um problema exclusivamente do Moto G4, mas sim uma dificuldade dessa faixa de produto.

Falando um pouco de bateria, a motorola está de parabéns! No meu estilo de vida, ficando maior parte do tempo no Wi-fi, 3 horas no 4G, e ouvindo 1 hora de música ou podcast o aparelho chega no final do dia com cerva de 30% de bateria.

3 pontos que você precisa saber sobre Moto G4:

  1. Ele tem TV Digital
  2. Não vem com o carregador Turbo Charge
  3. É resistente a respingos d’água

Se você está em dúvida se compra o Moto G4 ou o Moto G4 Plus, vale dar uma olhada no vídeo abaixo com o comparativo que fizemos:

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

  • Plataforma: Android 6.0.1 (Marshmallow);
  • Tela: IPS LCD de 5,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels;
  • Processador: octa-core Snapdragon 617 de 1,5 GHz;
  • GPU: Adreno 405;
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Memória interna: 16 GB;
  • Memória externa: suporte a cartão microSD de até 128 GB;
  • Câmera: 13 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal);
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, GPS, Bluetooth 4.1, USB 2.0, TV digital e rádio FM;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, impressões digitais;
  • Bateria: 3.000 mAh;
  • Dimensões: 153 x 76,6 x 9,8 mm;
  • Peso: 157 gramas.

 


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que masculinidade tóxica também existe entre os homens gays.

Pois é. Dentro da masculinidade presumida como ideal, quanto mais um homem gay se distancia do padrão do homem másculo mais ele tende a sofrer preconceito, inclusive dentro da comunidade gay.

Nesta semana, vamos entender como a masculinidade tóxica afeta até mesmo quem não é o famoso “macho hétero”!

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
– O que é ser homem?
– O que é heteronormatividade?
– O que define a masculinidade da comunidade gay?
– Masculinidade gay tem a ver com ser ativo ou passivo?
– Existe masculinidade tóxica dentro da comunidade gay?
– Quem é gay também pode ser masculino?
– Como o machismo afeta relações homossexuais?
– É possível ser gay e machista?
– O machismo influencia os padrões de beleza e sexualidade homossexuais?
– Como a masculinidade gay é diferente da masculinidade hétero?

OFERECIMENTO
Bradesco
G-Locks Fechaduras Eletrônicas

LINKS DO PROGRAMA
BLACK FRIDAY 2020 AO VIVO – Melhores descontos
GR SHOP, cupom BLACKFRIDAY (10% nos demais produtos do site)
Podcast TERAPIA DE PERSONAGENS
Apagão – Ruas de Fúria
EU NÃO ACREDITO – Masculinidade
EU NÃO ACREDITO – Violência masculina

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
A masculinidade tóxica e seus efeitos na comunidade LGBT (Carta Capital)
Heteronormatividade, Masculinidade e Preconceito em Aplicativos de Celular: O Caso do Grindr em uma Cidade Brasileira (Scielo)
Ney Matogrosso – Homem com H (Canal YouTube Ney Matogrosso)
Em livro de memórias, Ney Matogrosso reflete sobre a própria trajetória (Correio Braziliense)

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).

 


mande seu comentário em áudio