play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • cover play_arrow

    Skate EU NÃO ACREDITO

  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Rede Geek
  • keyboard_arrow_right Review Lenovo Vibe K5

Review Lenovo Vibe K5

873 Resultados / Página 1 de 49


Background

Parece que a Lenovo está tentando trilhar o mesmo caminho da Motorola, ganhar mercado com o custo X benefício!

Dessa vez eles trouxeram para o Brasil o Vibe K5, um aparelho de 2 chips, que vem para concorrer na faixa de até R$1000,00 reais.

O Vibe K5 tem uma ótimo acabamento, as peças são bem encaixadas a ponto de parecer um corpo único e isso passa confiança! O que eu não gostei muito no design foi a escolha de materiais, o plástico pintado de prata e as bordas cromadas me lembram muito os primeiros smartphones com android que chegaram no Brasil.

Ainda falando de design, a Lenovo optou por colocar a entrada USB na parte superior do aparelho e os botões do sistema operacional são físicos capacitivos, mas com um pequeno porém, o botão voltar fica do lado direito do aparelho, como os smartphones da Samsung e isso não me agrada.

Um diferencial do Vibe K5 é a resolução da tela, que é Full HD, nessa faixa de preço os fabricantes acabam trabalhando apenas com tela no máximo HD. Logo se você pretende jogar e ver mais vídeos no seu smartphone isso deve ser levado em consideração.

Apesar de rodar o Andorid 5.1 a Lenovo customizou bastante a sua versão. Para você ter uma ideia eles não colocaram área de aplicativos. Comecei a me sentir usando um iPhone de 2009. Logo só aguentei um dia e logo apelei para o Google Now Laucher salvador de geeks desesperados!

Falando um pouco de desempenho, o Vibe K5 vem com o processador: octa-core Snapdragon 616 de 1,5 GHz e com 2 GB de RAM, essa soma deveria fazer o smartphone ter um bom desempenho no dia-a-dia. Infelizmente o aparelho apresenta uma certa lentidão que pode incomodar o usuário e acreditem o potencial problema está na qualidade da memória interna escolhida, a velocidade de transmissão é muito baixa ocasionando essa lentidão.

Se quiser saber mais sobre esse possível problema, veja esse post do Tecnoblog.

É importante você ter consciência que, por exemplo, os jogos demoram muito para carregar, mas depois que está aberto eles rodam lisos sem nenhum travamento.

Agora a combinação desse processador, com uma tela LCD e a bateria de 2.750 mAh fez com que o aparelho tivesse uma autonomia de 12 horas, uma ótimo resultado para o dia-a-dia.

Como já foi dito em outros vídeos aqui do Review Maroto um aparelho para conseguir entrar na faixa dos mid-ends algumas coisas precisam ser deixadas de lado. No caso do Vibe K5 a Lenovo teve que sacrificar  câmera.

O que eu pude sentir é que você irá depender da qualidade da iluminação do local para tirar boas fotos. Se está muito escuro as fotos vão sair granuladas! Efetivamente isso não é um problema, eu me incomodei mais com a lentidão na hora de processar as fotos ou fazer o foco do que com a qualidade em si das fotos. O fato é que você terá só vai ter uma câmera simples na mão.

E Não posso deixar de falar dos alto-falantes do smartphone que são assinados pela Dolby. É realmente impressionante, principalmente comparando com outros aparelhos da categoria, então se você gosta de ouvir música ou podcast pelo alto-falante, esse pode ser o aparelho ideal para você.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

  • Plataforma: Android 5.1.1 (Lollipop);
  • Tela: TFT LCD de 5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels.
  • Processador: octa-core Snapdragon 616 de 1,5 GHz;
  • GPU: Adreno 405
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Memória interna: 16 GB (suporte a cartão microSD de até 32 GB);
  • Câmera: 13 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal);
  • Peso: 142 gramas;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, GPS, Bluetooth 4.1, USB 2.0, rádio FM;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, bússola, giroscópio;
  • Bateria: 2.750 mAh;
  • Dimensões: 142 x 71 x 8 mm;

 


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que o skate tem tudo pra ser o carro-chefe das medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos do Japão!

Isso aí. Nem futebol, nem vôlei, nem natação. Como nova modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio, é o skate que promete trazer a maior quantidade de medalhas para o país.

No dia mundial do Skate, descubra um pouco mais desse esporte que já foi muito “marginalizado”, se popularizou e continua mudando a vida de muita gente!

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
Como foi o desenvolvimento da cultura do skate no Brasil?
– Skate ainda é visto como algo marginalizado?
– Eventos como o X-Games ajudaram a popularizar o skate?
– Como o skate consegue mudar a vida das pessoas?
– O  padrão das pistas da Califórnia ainda é refletido no mundo?
– Quais são as principais diferenças entre skate de rua e skate de pista?
– Como vai ser o skate como esporte olímpico?

LINKS DO PROGRAMA
Olho de Vidro – Manguetown (Catarse)

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
Com favoristas, Brasil fecha delegação para estreia do skate nos jogos olímpicos (Folha de São Paulo)
Dados da Confederação Brasileira de Skate (CBSK)
Capa da Revista Life com a skatista Pat Macgee (Skate curiosidade)
“Os Reis do Asfalto” – A História do Skate (Superinteressante)
Entrevista com Bob Burnquist (G1)
Post de Ernesto Belote sobre a pista em Feira de Santana (Instagram)
Site Ernesto Belote
Bob Burnquist abre sua casa na Califórnia e mostra ‘mega escritório’ (Globoplay)
Seleção brasileira de skate é vacinada (Terra)

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio