play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Rede Geek
  • keyboard_arrow_right Review Lenovo Vibe K5

Review Lenovo Vibe K5

1054 Resultados / Página 1 de 59


Background

Parece que a Lenovo está tentando trilhar o mesmo caminho da Motorola, ganhar mercado com o custo X benefício!

Dessa vez eles trouxeram para o Brasil o Vibe K5, um aparelho de 2 chips, que vem para concorrer na faixa de até R$1000,00 reais.

O Vibe K5 tem uma ótimo acabamento, as peças são bem encaixadas a ponto de parecer um corpo único e isso passa confiança! O que eu não gostei muito no design foi a escolha de materiais, o plástico pintado de prata e as bordas cromadas me lembram muito os primeiros smartphones com android que chegaram no Brasil.

Ainda falando de design, a Lenovo optou por colocar a entrada USB na parte superior do aparelho e os botões do sistema operacional são físicos capacitivos, mas com um pequeno porém, o botão voltar fica do lado direito do aparelho, como os smartphones da Samsung e isso não me agrada.

Um diferencial do Vibe K5 é a resolução da tela, que é Full HD, nessa faixa de preço os fabricantes acabam trabalhando apenas com tela no máximo HD. Logo se você pretende jogar e ver mais vídeos no seu smartphone isso deve ser levado em consideração.

Apesar de rodar o Andorid 5.1 a Lenovo customizou bastante a sua versão. Para você ter uma ideia eles não colocaram área de aplicativos. Comecei a me sentir usando um iPhone de 2009. Logo só aguentei um dia e logo apelei para o Google Now Laucher salvador de geeks desesperados!

Falando um pouco de desempenho, o Vibe K5 vem com o processador: octa-core Snapdragon 616 de 1,5 GHz e com 2 GB de RAM, essa soma deveria fazer o smartphone ter um bom desempenho no dia-a-dia. Infelizmente o aparelho apresenta uma certa lentidão que pode incomodar o usuário e acreditem o potencial problema está na qualidade da memória interna escolhida, a velocidade de transmissão é muito baixa ocasionando essa lentidão.

Se quiser saber mais sobre esse possível problema, veja esse post do Tecnoblog.

É importante você ter consciência que, por exemplo, os jogos demoram muito para carregar, mas depois que está aberto eles rodam lisos sem nenhum travamento.

Agora a combinação desse processador, com uma tela LCD e a bateria de 2.750 mAh fez com que o aparelho tivesse uma autonomia de 12 horas, uma ótimo resultado para o dia-a-dia.

Como já foi dito em outros vídeos aqui do Review Maroto um aparelho para conseguir entrar na faixa dos mid-ends algumas coisas precisam ser deixadas de lado. No caso do Vibe K5 a Lenovo teve que sacrificar  câmera.

O que eu pude sentir é que você irá depender da qualidade da iluminação do local para tirar boas fotos. Se está muito escuro as fotos vão sair granuladas! Efetivamente isso não é um problema, eu me incomodei mais com a lentidão na hora de processar as fotos ou fazer o foco do que com a qualidade em si das fotos. O fato é que você terá só vai ter uma câmera simples na mão.

E Não posso deixar de falar dos alto-falantes do smartphone que são assinados pela Dolby. É realmente impressionante, principalmente comparando com outros aparelhos da categoria, então se você gosta de ouvir música ou podcast pelo alto-falante, esse pode ser o aparelho ideal para você.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

  • Plataforma: Android 5.1.1 (Lollipop);
  • Tela: TFT LCD de 5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels.
  • Processador: octa-core Snapdragon 616 de 1,5 GHz;
  • GPU: Adreno 405
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Memória interna: 16 GB (suporte a cartão microSD de até 32 GB);
  • Câmera: 13 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal);
  • Peso: 142 gramas;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, GPS, Bluetooth 4.1, USB 2.0, rádio FM;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, bússola, giroscópio;
  • Bateria: 2.750 mAh;
  • Dimensões: 142 x 71 x 8 mm;

 


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que a TV a cabo está perdendo 170 mil clientes por mês no Brasil!

A migração de espectadores para serviços de streaming é intensa, rápida e inegável: estamos criando um novo padrão de como consumimos conteúdo que costumávamos assistir nas emissoras de televisão.

Neste episódio do EU NÃO ACREDITO, vamos entender qual é o futuro da televisão nos próximos anos!

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
–  Como é o processo de inovação dentro do mercado de TVs?
–  O papel da televisão mudou?

– Como o streaming mudou o consumo de conteúdo?
– Já estamos ficando saturados de plataformas de streaming?
– Como escolher entre as plataformas de streaming?
– Como fica a TV a cabo no cenário de streaming?
– Qual é o papel das TV boxes no mercado atual?

OFERECIMENTO
G-Locks Fechaduras Eletrônicas

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
Sinal dos tempos: TV por assinatura perde 6 milhões de clientes em 7 anos (Veja)
Lei 12.485 – Lei da TV Paga (Site do Planalto do Governo)
Lei sobre TV por assinatura é resposta à necessidade de desenvolvimento do mercado brasileiro, afirma diretor da Ancine (Jusbrasil)
Ancine: TV paga superou cota de exibição de conteúdo nacional em 2016 (Agência Brasil)
Sociedade pode contribuir com modernização da Lei da TV por assinatura (Governo do Brasil)
Opinião: TV paga vai acabar? Não, mas no futuro talvez mude de nome (Uol)
IPTV fez pirataria mais que triplicar no Brasil, diz Claro. (Uol)
Explosão de consumo infantil e filmes faz TV paga renascer em meio à quarentena. (Uol)

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio