play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • cover play_arrow

    Câncer EU NÃO ACREDITO

  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Blog
  • keyboard_arrow_right iPhone ou Android? Por que decidi ficar com o Android?

iPhone ou Android? Por que decidi ficar com o Android?

838 Resultados / Página 1 de 47


Background

Antes de começar, sei que escolher um smartphone não é tão simples quando escolher um time de futebol, um partido político ou até mesmo uma religião. Estamos falando de coisa séria aqui! iPhone ou Android? iOS ou LG G3? Windows Phone? Que complicado…

Quem acompanha o conteúdo da Rede Geek sabe que sou um grande fã da Apple. Estou usando um Mac pra escrever esse post, leio livros no iPad, meu smartphone sempre foi um iPhone, até Apple TV eu uso no dia-a-dia… Mas como é possível eu ter mudado de opinião depois de tanto tempo? Por que eu decidi trocar o iPhone por um Android?

Acho que pra começar, vale citar que ando com pelo menos dois smartphones no dia-a-dia. Uso todos os sistemas operacionais e não tenho “raivinha” de ninguém. Acima de qualquer coisa, sou um geek, fã de tecnologia e, como tal, tomei uma decisão pensando no meu uso, principalmente, na relação custo-benefício aqui no Brasil.

Bem, vou organizar meus pensamentos em tópicos. Assim, fica mais fácil de explicar como cheguei  a essa decisão e de compartilhar toda minha experiência…

iphone-ou-android-ecossistema

 SINCRONIZAÇÃO

Minha realidade como usuário é bem complicada, afinal, não fico preso em um sistema operacional ou a um device. Como vivo testando smartphones, notebooks, tablets, sou obrigado a usar um ecossistema que se adapte à todos os dispositivos. A escolha óbvia foi usar a solução do Google! Com o Google Drive eu consigo editar meus arquivos não importa onde esteja, minha agenda e contato são sincronizados em questão de segundos em todos dispositivos, até meu e-mail da Rede Geek é gerenciado pelo Google Apps hoje.

Mas isso não foi sempre assim, já fui usuário do MobileMe (conhecido hoje como iCloud e antigamente como .Mac). A integração era perfeita, desde que só usasse dispositivos da maçã! Se tivesse que testar um Windows Phone, lá ia o idiota copiar todos os contatos e integrar na Live… Se tivesse que usar um Android, lá ia o idiota colocar tudo no sistema do Google…

Apesar de tudo, quando migrei tudo para os servidores do Google comecei a usar esse sistema no iOS, Windows Phone, Android, PC, Mac e Linux. Minha vida ficou mais fácil e a SkyNet me fez dar mais um passo em direção do Android.

iphone-ou-android-loja

LOJA DE APLICATIVOS

Se teve um argumento que sempre usei quando defendia o iOS, era que a App Store tinha um volume muito maior de aplicativos que o Google Play… Mas com o tempo esse argumento foi se perdendo como lágrimas na chuva!  Faz dois anos que isso não é mais um problema. Hoje, os dois sistemas operacionais conseguem atender minhas necessidades da mesma forma, até o WeCast (aplicativo obrigatório para quem curte podcasts) está indo para o Android!

iphone-ou-android-funcoes

FUNÇÕES DISPONÍVEIS NO BRASIL

Aí o iOS começa a perder forças! A experiência que o Google proporciona no Brasil está muito mais rica que a Apple consegue entregar. Estamos no iOS 8 e nada de Siri em português, enquanto isso o Google Now e seu “Ok, Google” entrega uma experiência bem completa em português.

A Apple fica naquela de “precisamos entregar uma experiência completa e perfeita”, mas enquanto isso, aqui nas terras tupiniquins, eles não estão entregando experiência nenhuma… A iTunes Store Brasileira demorou tanto pra chegar e, ainda sim, não consigo dar um gift card de presente pro meu primo!

Enquanto vejo o Google ralando pra disponibilizar o máximo de funções para os smartphones mais antigos (mesmo com vários fabricantes não liberando o sistema operacional mais atualizado), se você não trocar seu iPhone a cada 2 anos, começa a perder funções também…

PERSONALIZAÇÃO

O iOS 8 finalmente liberou algumas personalizações, como a liberdade de poder usar teclados de terceiros. Não poderia ter ficado mais feliz, pois me apaixonei completamente com a experiência de usar o SwiftKey no dia-a-dia! Mas, o Android já tem essa função faz muito tempo.

iphone-ou-android-widgetsNão importa se você acha que aquele Android do seu vizinho brega com o papel de parede “Matrix” e ícones de gatinhos, ele personalizou o aparelho para as necessidades dele. Podem ser necessidades bregas, é verdade, mas essa possibilidade é muito foda.

Quando um cara com um uso mais hardcore usa essas funções, adiciona alguns widgets (sim, eles fazem diferença) na tela inicial, configura até a maneira como os aplicativos devem se comportar e começa a entender as vantagens do sistema operacional. Mas você precisa fazer, ver aparelhos de outras pessoas não vai trazer nem 1/5 da experiência!

Uma coisa bacana que você pode fazer para testar outro sistema operacional é trocar de aparelho com um amigo (de confiança) por um mês e depois trocar experiências… Tenho certeza que os dois geeks envolvidos sairão ganhando.

iphone-ou-android-divisorG3

DIVISOR DE ÁGUAS

Já tive diversas experiências com o Android e sempre achei ele um baita sistema operacional, apesar das piadas que fazia pra tirar um sarro dos amigos mais fanboys do robozinho! Rs Mas no final das contas sempre acabava optando por me manter no mundo da Apple, afinal, já tinha todos os apps que precisava, músicas integradas no iTunes, tudo funcionando… E como diz o velho ditado “não se mexe em time que está ganhando”, não é?

Deveria ser! Até o dia em que me mandaram um LG G3 para testar!

Pra começar o hardware do smartphone está matador, tira fotos de 13 mpx, sensor laser para foco, filma em 4K, processador Quad-Core Snapdragon… Um belo device high-end! Fora isso, tive uma experiência animal com o Android. Percebi que todos os aplicativos que usava no meu dia-a-dia estavam lá, já usava todo sistema de sincronização do Google, curti muito o Google Now fora do iOS e hoje uso mais o “Ok, Google” que converso com minha mãe (desculpa mãe)!

Decidi então fazer a mesma avaliação que sempre fiz depois de um teste… “Ok, o aparelho é foda, mas trocaria meu iPhone por ele”? “iPhone ou Android”? E surpreendentemente, minha resposta foi sim! Trocaria meu iPhone por um Android! Na verdade a surpresa nem foi tão grande, depois de 2 dias estava usando mais o Android que o iOS. Vi vantagens no ecossistema, quis comprar aplicativos para um aparelho que nem era meu… Isso não era um sinal, era uma certeza. Rs

Vale ressaltar que cheguei a essa certeza com o combo LG G3 + Android Kit Kat. Não sei se teria a mesma opinião se estivesse usando um outro aparelho high-end, se estivesse com um Android mais simples ou com versões mais antigas do sistema operacional. Gostei de ter os botões acessíveis na parte traseira, da função usar os “dois toques” para bloquear/desbloquear a tela e, admito, que alguma vezes tentei frustradamente desbloquear o iPhone e o iPad da mesma forma.

iphone-ou-android-custo

CUSTO-BENEFÍCIO

Outro fator cruel na hora de escolher um smartphone é o preço sobre o benefício que esse aparelho irá trazer. É aí que a coisa aperta! Acredito fielmente que, tanto o iOS, quanto o Android são ótimos sistemas operacionais, com suas vantagens, desvantagens e que ambos entregam um ótimo produto, mas, considerando a realidade brasileira, onde a Apple entrega um produto capado e com um preço acima de qualquer outro high-end, fica complicado de competir.

Se existia ainda alguma dúvida de qual seria meu próximo device, é aqui que ela acaba. Afinal, sou blogueiro, mas não sou milionário e nem gosto de gastar mais por um benefício igual a de outro produto.

CONCLUSÃO

Ainda uso no dia-a-dia os três principais sistemas operacionais do mercado, preciso ter a experiência de todos eles para continuar fazendo o melhor conteúdo possível no meu trabalho, mas meu smartphone principal, o que carregarei comigo para todos os lados, será um Android. Sem papo de fanboy, sem frescuras, amo todos os sistemas operacionais, mas Android, EU ESCOLHO VOCÊ!!!

Agora, isso não significa que essa seja a melhor opção para você também… Não vou deixar de gostar de você (ou gostar mais) se você escolher Android, iOS ou Windows Phone. Você é a única pessoa capaz de refletir, testar e chegar a sua própria conclusão.


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que até 2030 o câncer vai ser a principal causa de morte no mundo!

A estimativa é da Organização Mundial de Saúde, a OMS, que também afirmou que até lá serão 75 milhões de pessoas lutando contra a doença. Não à toa, os cientistas dizem que estamos vivendo uma epidemia global de câncer.

Nesta semana, vamos nos aprofundar em tudo que envolve a doença que já foi chamada de “mal do século”.

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
– O que é o câncer?
– Como o câncer se desenvolve?
– Qual é o caso mais antigo de câncer registrado?
– Quais são os sintomas mais comuns do câncer?
– Por que é tão complicado tratar um câncer?
– A cura de um câncer é definitiva?
– Como nosso estilo de vida afeta a possibilidade de desenvolver câncer?
– A genética faz diferença no desenvolvimento de um câncer?
– Quais são os mitos mais comuns sobre o câncer?
– Como o diagnóstico precoce de câncer é feito?

OFERECIMENTO
G-Locks Fechaduras Eletrônicas 

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
Câncer, do início ao diagnóstico (Superinteressante)
Estmativa de Câncer no Brasil (INCA)
Qual a diferença entre quimioterapia e radioterapia? (Superinteressante)
OMS classifica carnes processadas como cancerígenas (INCA)
Instituto Oncoguia (Oncoguia)
Depoimento Celeste Novaga sobre sua luta contra o câncer (Canal do YouTube da Apor)
Site AporMT
Por que o caso de Angelina Jolie é importante? (Oncoguia)
Angelina Jolie anuncia ter retirado seios para evitar câncer (BBC News)
Angelina Jolie faz cirurgia para retirar ovários por medo de câncer (G1)
Câncer antes dos 50: como os dados podem ajudar nas políticas de prevenção? (Observatório de Oncologia)
Prevenção é a principal forma de evitar o câncer (Revista Abrale)
Como prevenir o câncer (INCA) 

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio