play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Blog
  • keyboard_arrow_right Eu JOGUEI Pokemon Stadium!

Eu JOGUEI Pokemon Stadium!

857 Resultados / Página 1 de 48


Background

Faaaaaaaaaaaaaala aí geeks!

O EU JOGUEI é um pedaço do WeRgeeks para games mais velhos, ou seja, games que já foram jogados e finalizados. Aqui, o ano de lançamento e o console não importam. O Objetivo é falarmos um pouco sobre o jogo e causar aquele sentimento nostálgico nos leitores mais velhos e despertar curiosidade nos mais novos.

Essa semana, continuaremos seguindo pelo maravilhoso mundo dos jogos do Nintendo 64, com um dos jogos mais lembrados para a plataforma. Um dos jogos que fez a criançada da minha época aprender a criar e executar estratégias de batalha. O ano? 1998. O jogo? Pokemon Stadium!

Antes de mais nada, quero deixar claro que eu, Tom Peres, não gosto de Pokémon. Gostava muito da franquia na era Game Boy, quando o jogo não era tão conhecido. Detestei a estréia do anime no Programa da Eliana, mas devo admitir que isso reviveu o espírito da franquia nas plataformas da época. Os monstrinhos perderam muito ao deixar o RPG dos títulos de Game Boy de lado em troca de um anime bizarro e cheio de frescurites que destruiu a imagem dos temidos inimigos dos jogos. Mas, Pokemon Stadium chegou um ano depois da estréia do anime, e mostrou que nem tudo estava perdido. Quem estava acostumado a perambular por Vermillion e Saffron City nos maravilhosos RPGs, dificilmente engoliu as batalhas sem história e com a narração maravilhosa (só que ao contrário) do filho do Cléber Machado.

Pokémon Stadium não tem só reclamações. Pelo fato de focar somente em batalhas, o jogo era impecável nesse ponto. O jogador podia escolher entre os 150 pokémons e montar sua estratégia com base não só em poder de ataque e defesa, mas também com bônus e ganhos de campo. Uma estratégia bem montada, transformava o jogador em um verdadeiro mestre, fazendo com que todos perdessem e acabassem caídos aos seus pés. Diversos golpes e combinações de ataque, com maravilhosos efeitos visuais, fechavam os sistema de batalha com chave de ouro.

Como quase todo jogo da época, Pokemon Stadium também tinha mini-games. Não tão bons quanto o sistema de batalha, mas ainda sim, divertidíssimo. Eram desafios simples, como abastecer uma usina elétrica com vários Pikachus ou cavar até encontrar água com vários Sandshrews.

Eu não posso falar que Pokemon Stadium é um dos melhores jogos do N64, mas é um jogo que precisa ser jogado. Se você jogou Pokemon Stadium, não deixe de deixar sua opinião aqui pra gente e se você não jogou, da uma procurada por aí que é bem fácil de encontrar um emulador. E se você tiver alguma sugestão para o próximo EU JOGUEI, mande pra gente!

Até semana que vem!

See Ya!


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que procrastinar é uma das chaves pra desenvolver a criatividade.

Claro que não adianta se perder na procrastinação, mas passar um tempinho vendo vídeos engraçados antes de começar aquele e-mail importante, por exemplo, pode sim te ajudar a ter ideias mais originais e inovadoras.

Nesta semana, vamos descobrir o que mais, além de procrastinar, você pode fazer para potencializar sua criatividade!

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
– O que é a criatividade humana?
– Como definir o que é criatividade?
Como a criatividade funciona?
– O que é preciso para que uma pessoa seja considerada criativa?
– Qual é a importância da criatividade?
– Toda área de atuação tem espaço para a criatividade?
– Quais áreas não existiriam sem a criatividade?
– Como se tornar criativo?
Qualquer pessoa pode ser criativa?
– Como ser criativo pode afetar minha vida?

LINKS DO PROGRAMA
Olho de Vidro – Manguetown (Catarse)
Criatividade iLTDA (Instagram)
Criatividade iLTDA (Podcast)
Criatividade iLTDA (Facebook)
César Tureta (Medium)

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
Quem foi Arquimedes? (Superinteressante)
História ilustrada de Arquimedes (Canal Ilustrando história – Youtube)
Livro “O Mito da Criatividade”, de Fábio Zugman (Amazon)
Os hábitos surpreendentes das pessoas criativas (Ted)
Guia prático da criatividade (Superinteressante)

*Nota de transparência: o link para compra do livro físico gera uma pequena comissão para nós. 

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio