play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Blog
  • keyboard_arrow_right Bullying #EuNaoCurto

Bullying #EuNaoCurto

1167 Resultados / Página 1 de 65


Background

Nessa postagem coletiva da campanha #EuNaoCurto eu poderia contar diversas situações de bullying que já sofri, que vivenciei como professor ou que o dia-a-dia nos coloca. Mas quando comecei a desenvolver a ideia na minha cabeça, o lado sociólogo começou a falar mais alto, e comecei a me questionar o porque o bullying acontece, e são esses pensamentos que resolvi compartilhar com vocês.

Vamos começar por um pergunta básica. Por que as pessoas praticam bullying?
Para responder essa pergunta poderíamos chegar em várias respostas, mas para mim, a essência de cada resposta que poderíamos dar para essa pergunta é Princípio.

Nossos princípios são iniciados pelo nossos pais a partir de nossa educação e que acabam se moldado com nossas experiências de vida e necessidades.
Quando uma criança pratica bullying na escola com um colega de sala, não significa que os pais ensinaram isso a ele diretamente, mas sim que seus princípios o levam a tomar essa atitude. Esses princípios que são moldados pela nossa convivência familiar e social.
Essa criança, que será um futuro adulto, cresce em um meio que o seu desenvolvimento está baseado na decadência do outro, esse é o principio de nossa sociedade! Isso é o bullying.

Vocês podem falar “Prof.Maury, você está exagerando”! Então vou pedir para vocês refletirem para uma situação do nosso dia-a-dia, que normalmente passa desapercebido.

Se você mora na periferia de uma grande cidade e quiser comer uma deliciosa esfiha as 2 horas da manhã de uma segunda-feira, ela chega até você em no máximo 28 minutos. E se você precisar de uma ambulância?

Esse é o tipo de principio que nossa sociedade nos passa, que está no nosso dia-a-dia e que não percebemos. Isso acaba sendo incorporado por nós e refletido nas nossas atitudes. Combater o bullying e rever nossos princípios!

Bullying #EuNaoCurto!


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que o número de ciclistas aumentou mais de 250% nos dois últimos anos.

É isso aí. Em algumas localidades do Brasil, a quantidade de pessoas que se locomovem com bikes quase triplicou.

A impressão que se tem é que está todo mundo pedalando. E está mesmo. Nas ruas, nas rodovias, à beira mar, nas ciclovias… O ciclismo se tornou, definitivamente, um fenômeno no Brasil.

Se você já pedala, se quer começar a pedalar e não sabe como ou se se você acha tudo isso uma loucura mas quer entender por que a bicicleta virou essa febre, sobe na garupa com a gente e vem conferir este episódio.

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
Por que tanta gente está praticando ciclismo?
Quando essa febre da bike começou no Brasil?
Quais os equipamentos fundamentais para a prática do ciclismo?
Qual a idade indicada para começar a praticar o ciclismo?
Por que algumas bicicletas são tão caras?
Quais são as principais modalidades e competições de ciclismo?

OFERECIMENTO
G-Locks Fechaduras Eletrônicas

LINKS DO PROGRAMA
EU NÃO ACREDITO – Caminho de Santiago
Site Beco da Bike
Beco da Bike – Cicloturismo pelo Caminho de Santiago de Compostela
Randonneurs Brasil
EU NÃO ACREDITO – Skate
Beco da Bike – Bikingman Brazil

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
No Dia do Ciclista: Vendas de bicicletas registram aumento de 50% no Brasil. (Valor Investe)
Fluxo na ciclovia do Rio Pinheiros, em São Paulo, aumenta quase 10 vezes com pandemia e reforma.(G1)
Aposentado viaja todo o Brasil de bike e conquista admiradores. (Globoplay)
Beco da Bike. (Site)
Beco da Bike – Episódio “Crianças Cicloviajantes”
Perfil Weight Wennies Brasil. (Instagram)
‘Nos deixou mais conectadas’, diz mãe sobre levar filha de bicicleta à escola. (Terra)
Silvia e Nina (Instagram)
Fernando Santos (Instagram)

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio