• Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Blog
  • keyboard_arrow_right Retro-review BioShock

Retro-review BioShock

791 Resultados / Página 1 de 44


Background

Bem-vindo aos retro-reviews. Estes textos têm como objetivo sugerir games recentes, mas não muito recentes, que acreditamos que você deva jogar. E como estão no mercado há algum tempo você já deve ter um ambiente que os suporte e deve encontrá-los a preços bem mais acessíveis que os lançamentos. Divirta-se e deixe suas impressões depois de jogá-los.

Um sonho corrompido

Utopia, o sonho irrealizável. A própria definição da palavra é desestimulante pois a situação ideal é imaginária, não pode ser alcançada. E se alguém conseguisse? E se alguém fosse mesmo capaz de criar uma ambiente onde tudo fosse perfeito? O problema está exatamente em definir o que é perfeito. Pessoas são seres complexos demais, únicos demais para que um grupo compartilhe uma definição de perfeição e por isso cada pequeno aspecto pode gerar conflito, seja ele imediato ou não. Como já descrito por Orwell e Huxley a antiutopia, ou distopia, é o mais provável resultado da tentativa de mundo ideal.

Partes de um todo

Você é Jack, passageiro de um voo que acaba em desastre. Após a queda você está no meio do Oceano Atlântico e a única estrutura próxima é um farol, pra onde você se encaminha e encontra uma câmara de profundidade, a única opção para sair daquele pequeno ambiente. Ao ativá-la você é levado a uma inacreditável cidade subterrânea, Rapture, uma maravilha da engenharia que parece tão incrível quanto surreal. Em outra surpresa você é chamado por um pequeno rádio que encontra na câmara, um homem chamado Atlas se dispõe a ajudá-lo desde que você o ajude a salvar sua família e aqui começa o jogo.

Objetivo: sobreviver

O clima é de um Survival Horror, você está em um ambiente desconhecido, cercado por criaturas hostis, com poucos recursos e apenas uma voz estranha saindo de um rádio te guiando rumo ao incerto. E quando você percebe o quão maravilhoso é este ambiente, numa mistura de art deco e steampunk, você é levado a um nível ainda maior de desespero pois não pode dar-se o luxo de admirá-lo, uma imersão magistral.

Em pouco tempo você é apresentado a sua primeira arma, uma chave-inglesa (com direito a uma pequena homenagem) e percebe que está em um FPS. Outras armas virão, entre elas um revolver, uma espingarda e um lança-granadas, elementos de um FPS típico. Além das armas você é forçado a desenvolver novas habilidades, como congelar ou queimar seus inimigos, as plasmids, que poderão ser melhoradas com o passar do jogo, assim como as armas, dando a este elementos fortíssimos de RPG. E para usar as plasmids você precisa de EVE.

Mas você não é o único em busca de EVE, splicers querem isso ainda mais do que você e a melhor maneira de obtê-lo são as Little Sisters, pequenas criaturas semelhantes a meninas que são capazes de extrair, armazenar ADAM de splicers mortos e transformá-lo em EVE. Só que cada Little Sister tem seu protetor, um Big Daddy, e é com este sujeito que você precisa se preocupar. Inicialmente indiferentes a você estes gigantescos tanques se tornam mortalmente agressivos caso suas pequenas protegidas sejam atacadas ou eles diretamente. Cabe ao jogador decidir como deve lidar com cada situação, com splicers, Sisters e Daddies a sua volta, além dos mecanismos de defesa de Rapture, como sentry guns e alarmes.

Pilares robustos

O que faz BioShock tão espetacular são seus personagens. Jack e Atlas têm sempre um clima de urgência e desespero, Ryan, Tenenbaum e Fontaine formam o triunvirato responsável pela realização do sonho e o maior de todos os personagens te leva além dos limites que você se achava capaz, Rapture. Cada um deles, ao lado de artes gráfica e sonora espetaculares vão te levar a uma experiência incomparável e imperdível, uma perfeita simbiose de RPG, FPS e Survival Horror.

Você poderia gentilmente jogar BioShock?


TOP 10

Toda sexta-feira um novo episódio!
Ouça em todas as plataformas
Background

A vida imita a arte das maneiras mais inusitadas, e isso aparentemente vale MUITO no que diz respeito à pesquisa militar. E, como boa parte dessas pesquisas são mantidas a sete chaves do público comum, algumas delas são de cair o queixo.

No TOP 10 desta semana, elencamos as tecnologias militares mais surpreendentes de todos os tempos!

CRÉDITO IMAGEM DA CAPA
Fotografia por Pixabay

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio