play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Arquivo
  • keyboard_arrow_right Blog
  • keyboard_arrow_right PlayFire, diversão e entretenimento

PlayFire, diversão e entretenimento

818 Resultados / Página 1 de 46


Background

Você já parou para pensar em quantos títulos de jogos já concluiu. Ou que sempre quis listar os que mais gostou e jogou. Ou ainda decorou falas, nomes de personagens e ações nos jogos esperando por alguma boa alma fazer um quiz sobre eles?

E saber que tudo isso é possível agora, faria toda diferença? Então fique feliz geek, porque já está no ar o site Playfire.com para atender seus desejos.

No site, você faz um simples cadastro, rápido e sem chefão no final, para se interagir com outras pessoas e conhecer um pouco mais daquele game que nunca terminou. O Playfire oferece uma gama de opções para você deixar a página com a sua cara.

Mesmo a comparação com o Orkut e o Facebook não tiram a novidade com o Playfire. Nele você escolhe quais os jogos preferidos, os que deseja jogar, os que possui e ele lhe dá informações e as capas de cada um, para você exibir e ganhar mais amigos.

Diferente de tudo, o site é voltado para os fãs de games trocarem idéias e macetes para enfrentar o próximo desafio. Uma das novidades são os pontos de experiência que você pode acumular e aumentar seu level, de acordo com a resposta do quiz ou então em adicionar amigos, como se fosse um verdadeiro jogo de RPG.

Jogos como Rei Leão ou Super Mario World para SNES estão por lá. Assim como a ‘lista de desejos’ com os próximos títulos a sair: Max Payne 3 ou Diablo, ou ainda, o recente Street Fighter IV. Outra novidade é a interação com as networks (redes online) das plataformas PlayStation (PSN), Xbox360 (Xbox Live), Nintendo (Wii), entre outras.

Para quem está cansado das páginas de relacionamento e gosta de falar sobre jogos ou até hoje não larga o controle e fica na frente da TV, entre no PlayFire.com e divirta-se!

Leo Luz é jornalista e colaborador para o weRgeeks.

Link: playfire.com/leoluz

Twitter: @leofluz


EU NÃO ACREDITO

toda segunda-feira um novo episódio
Ouça em todas as plataformas
Background

Eu não acredito que finalmente estamos ouvindo o lado B da história da nossa civilização.

Sim. E o nome da escola de pensamento que está a frente desse movimento é a decolonialidade.

Nesta semana, para compreender nossa estrutura social de forma a torná-la mais justa e diversa, vamos entender exatamente o que é e como funciona a decolonialidade!

DESCUBRA NESSE EPISÓDIO:
– De onde surgiu o conceito de decolonialidade?
– Como a decolonialidade atua pra contrapor o imperialismo?
– Qual é a diferença entre decolonialidade e desconstrução?
– Como a decolonialidade se relaciona com o pós-modernismo e a descolonização?
– Existem diferenças entre as linhas de decolonialidade?
– Como a pedagogia decolonial pode beneficiar futuras gerações?
– Qual é o papel da decolonialidade no feminismo?
– Como a questão colonizadora impacta o movimento feminista?
– Qual é a importância da decolonialidade na sociedade brasileira?
– Há muita resistência à decolonialidade? 

REFERÊNCIAS TEXTUAIS
Ailton Krenak conta a sua trajetória e fala da luta permanente dos povos tradicionais no Brasil (Canal YouTube Assembleia de Minas Gerais)
Eleito intelectual do ano, Aílton Krenak ensina: “A vida não é útil” (ECOA – UOL)
90º aniversário da Dra. Maya Angelou (Doodle)
Arcas de Babel: Lubi Prates traduz Maya Angelou (Revista Cult)
Falando em línguas: uma carta para as mulheres escritoras do terceiro mundo (Revista Estudos Feministas)
Poema “Canção Peregrina” de Graça Graúna (Revista Acrobata)

Gostou do episódio? Mande um comentário em áudio pelo WhatsApp +55 11 98765-6950. Seu comentário poderá aparecer no podcast Serviço de Atendimento à Cavalaria (SAC).


mande seu comentário em áudio